terça-feira, 5 de maio de 2015

Dia 5 - Paris - Bruxelas

Senta, que lá vem a história...

Acordamos umas 5 hs da manhã para terminar de arrumar as coisas para partir para Bruxelas. Tentei chamar um táxi por um aplicativo no celular, mas não consegui pois não havia antecedência mínima. Eu tinha que ter reservado algumas horas antes (dãã). Saímos com as malas dipostos a pegar dois táxis até a Gare de Bercy, de onde partiria o ônibus. Antes de chegar à esquina avistei um táxi e o chamei, para tentar chamar outro depois para levar o resto da trupe, mas logo atrás vinha um "maxicab" que atendeu nosso chamado e levou todos de uma vez. Eba!

Chegamos lá com quase uma hora de antecedência e foi super tranquilo.

Descobri essa empresa de ônibus, a IDBus, pela internet. Quando definimos o roteiro da viagem, tentei primeiramente simular como seriam os deslocamentos de trem. Mas todas as opções que vi eram caras e os horários não eram bons. Queríamos chegar cedo em Bruxelas, já que só teríamos dois dias, e o ônibus do IDBus que sairia às 8:30 e chegaria 12:20, acabou se encaixando bem nos nossos planos. Sem falar que o ônibus foi bem mais barato que o trem.

A viagem foi bem tranquila. O ônibus sai do exterior da Gare de Bercy. Chegamos lá, perguntamos qual o ônibus que iria para Bruxelas e entregamos as malas. Os assentos eram bem confortáveis e chegamos no horário previsto.

O ônibus nos deixou na Gare du Midi (Zuid) em Bruxelas, também na parte externa, como em Paris. Entramos na Gare e fomos procurar um meio de chegar ao endereço do apartamento. Ficamos meio perdidos por um tempo, até que buscamos informação numa lojinha da Gare e a mulher me informou que precisaíramos atravessar a Garre através das plataformas dos trens para pegar o metrô do outro lado. Seguimos a orientação e e pegamos o metrô até a estação Anesens. Ficamos meio perdidos de novo, pois estávamos sem mapa, mas Fred foi vasculhar qual era a direção certa e acabamos encontrando a rua do apê. Achamos o endereço, mas a próxima missão seria encontrar o Café Manneken Pis, onde nosso host tinha deixado as chaves. Demos uma caminhada rápida e logo chegamos  ao café que fica bem em frente ao monumento de mesmo nome, tão famoso de Bruxelas.

Peguei a chave do Apê e voltei para podermos finalmente nos instalar. Demos de cara com uma escadaria bem íngreme, e nas orientações que o host tinha mandado por e-mail, ele tinha dito que o apartamento ficava no terceiro andar. Eu subi primeiro, antes de todos subirem com aquele monte de bagagens. Chegando lá não consegui abir. Eram três chaves, uma vermelha, uma amarela e uma verde e cada uma abria uma porta. Parecia mais um problema de lógica matemática, para saber qual chave abre qual porta. Alugar apartamento no airbnb tem dessas emoções. Não consegui abrir, desci os três andares e Fred subiu. Ele conseguiu abrir e na verdade, no terceiro andar havia uma porta que dava para um novo corredor onde havia três apartamentos, dentre esses o nosso.

O apartamento era fantástico. Muito bem decorado, super bem equipado e na melhor localização possível, a poucos metros do Manneken Pis e a uma caminhada de 5 minutos até a Grande Place. O único porém do apê foi que a limpeza deixou a desejar. O banheiro estava limpo, e a roupa de cama também, mas o chão estava meio empoeirado e a geladeira tinha algo derramado dentro. Pareceu que os hóspedes anteriores tinham saído há pouco tempo, e somente uma limpeza rápida tinha sido feita.  Mas nada que causasse uma impressão tão negativa. Na realidade, o apartamento em si era tão bom que a gente até relevou esse aspecto negativo.

O nosso host se divide entre Barcelona e Bruxelas e o Apê dele em Bruxelas não era "pensado" para turista. Era o lugar dele mesmo, com a cara dele, decorado com fotografias de família, objetos pessoais, uma vasta biblioteca e tinha até dinheiro em alguns lugares de fácil alcance.  O cara confia mesmo no Airbnb :)

O apartamento era no topo do prédio e incluía o sótão. Na sala há um sofá enorme onde dormi com Fred e Luiza e no sótão ainda há mais dois quartos separados com duas camas de casal cada. Cabem 6 pessoas tranquilamente.

Havia um monte de coisa na geladeira pra gente se servir, mas algumas coisas estavam abertas. Havia também cerveja  e vinho. Em caso de consumo de cerveja, ele cobraria 1 euro e do vinho, 5 euros. A cozinha era muito bem equipada.

Chegamos, nos instalamos e fomos procurar um lugar para comer. Passamos por algumas lojas de chocolates e cervejas e já nos apaixonamos por Bruxelas. Nos impressionamos também com a beleza da Grande Place. Seguimos caminhando até chegar à Rua des Bouchers onde há uma infinidade de restaurantes. Escolhemos o Chez Leon, do qual eu havia visto recomendações em um blog.

Começamos pelos famosos Moules frites (mexilhões). Como prato principal eu e Fred optamos por carneiro, meu pai e Fabíola comeram almôndegas e meu irmão, um steak. Tomamos cerveja também (óbvio). Trippel, Dubbel, Wit, Lager....  A comida estava deliciosa. Fomos atendidos por Mabel, uma brasileira muito simpática de Belo Horizote que mora na Bélgica há 21 anos e disse que só está esperando a filha terminar os estudos para voltar ao Brasil. 

Depois do delicioso almoço fomos caminhando até um supermercado próximo para comprar algumas coisas para deixar no apartamento e comida para Luiza. Óbvio que essas compras incluíram chocolate e cerveja. Eu já disse que amei Bruxelas?

Já era umas 18hs. Voltamos para o apartamento para deixar as coisas e eu colapsei de cansada. Fiquei por lá mesmo com Fred e Lulu. Meu pai, Fabiola e meu irmão foram passear mais. Eles passaram na frente do palácio real e terminaram a noite na tradicional Delirium.

Na volta ele passaram pela Grande Place e viram a fantástica iluminação noturna.

Sem mais para hoje. No dia seguinte iríamos para Bruges.

Paisagem no caminho para Bruxelas. Campo de Canola
 Grande Place

 Grande Place
 Grande Place
Grande Place
 Nham Nham




 Luiza e seu Pô




 Uma versão do Manneken Pis







Depois das compras




 Luiza sendo linda
 Manneken Pis de verdade
 Tô pensando em vir de novo :P
 Palácio Real
 Delirium
 Delirium



 Iluninação da Grande Place

2 comentários:

Wesley Teixeira disse...

queremos piadas!

Elza disse...

Errei Lulu desculpas,dessa vez foi patooo! (post do dia 6), Imagens maravilhosas como sempre.Bjs amores